Fri Sep 25 17:49:25 GMT-03:00 2020
Finanças
Entenda o que são pagamentos instantâneos – PIX
A iniciativa PIX implementa um sistema de pagamentos instantâneos e promete revolucionar o mercado financeiro e facilitar para pagadores e recebedores.

O Banco Central do Brasil vem trabalhando em um projeto que promete revolucionar o sistema de pagamentos brasileiros, permitindo com que pagadores e recebedores façam transação de transferência de recursos de instantânea e segura.

Segundo o Banco Central:

“Pagamentos instantâneos são as transferências monetárias eletrônicas na qual a transmissão da ordem de pagamento e a disponibilidade de fundos para o usuário recebedor ocorre em tempo real e cujo serviço está disponível durante 24 horas por dia, sete dias por semana e em todos os dias no ano. As transferências ocorrem diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor, sem a necessidade de intermediários, o que propicia custos de transação menores. 

No Brasil, esse sistema se chamará PIX, e estará disponível para a população brasileira a partir de novembro de 2020. Além de aumentar a velocidade em que pagamentos ou transferências são feitos e recebidos, tem o potencial de alavancar a competitividade e a eficiência do mercado; baixar o custo, aumentar a segurança e aprimorar a experiência dos clientes; promover a inclusão financeira e preencher uma série de lacunas existentes na cesta de instrumentos de pagamentos disponíveis atualmente à população. Em linha com a revolução tecnológica em curso, possibilita a inovação e o surgimento de novos modelos de negócio e a redução do custo social relacionada ao uso de instrumentos baseados em papel.”

Na prática, será um serviço de pagamento rápido, barato e seguro. O usuário poderá efetuar um pagamento com uso de lista de contatos no celular ou QR Code.

O PIX causará impacto para os pequenos negócios (Recebedores), porque o custo de adesão será menor que dos demais meios eletrônicos. Haverá disponibilização imediata dos recursos, o que tende a reduzir necessidade de crédito, facilidade de automatização e de conciliação de pagamentos, facilidade e rapidez de checkout.

Também trará benefícios para os clientes dos pequenos negócios (Pagadores), porque é mais rápido, barato, mais prático (uso da lista de contatos de celular ou de QR Code para iniciar pagamentos), mais simples (só precisa de dispositivo digital para realizar o pagamento, dispensa uso de cartão, folha de cheque, cédulas, maquininhas) e possibilidade de integração com outros serviços no smartphone.

O PIX causará impacto no ecossistema financeiro no Brasil, uma vez que permitirá a redução do uso de cédulas, irá gerar serviços com maior qualidade e menos custo, resultará um maior potencial de inclusão financeira em um ambiente totalmente seguro.

O Sistema é totalmente regulamentado pelo Banco Central, com total transparência e participação da sociedade no seu processo construtivo. Todas as normas que regulamentam o PIX podem ser acessadas na página do Banco Central na internet. Sua última publicação sobre regulamentação, ocorreu no dia 16 de junho de 2020, por meio da CIRCULAR Nº 4.027, que trata sobre o Regulamento do Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) e da Conta Pagamentos Instantâneos (Conta PI). 

O Sebrae está acompanhando as etapas de implantação do PIX. Confira abaixo as novidades mais recentes:

01/09/2020 – O Sebrae Nacional vem construindo, em conjunto com o Banco Central, uma série de iniciativas que irão proporcionar a disseminação das vantagens do Pix para os pequenos negócios.?Para implementação das ações, serão combinados instrumentos e expertises do Banco Central e do Sebrae, por meio da oferta de conhecimento e informação online.

Segue abaixo alguns conteúdos sobre o Pix disponibilizados pelo Banco Central:

Perguntas frequentes
Formato: PDF | Tamanho: 499KB

Apresentação Pix
Formato: PDF | Tamanho: 4,21KB

 

Acompanhem em nossas redes sociais a série de lives que realizaremos em conjunto com o Banco Central.

13/08/2020 - O Banco Central aprovou o Regulamento do PIX e oficializou a data de seu lançamento: 16 de novembro de 2020. O cadastramento das chaves Pix que servem para facilitar o recebimento (celular, CPF/CNPJ, e-mail) poderá ser feito a partir de 5 de outubro de 2020. Uma das novidades do Regulamento é a possibilidade de ser oferecido o “Pix Agendado” aos usuários.

Com a divulgação do Manual de Uso da Marca, que integra o Regulamento, a partir de agora, as instituições em adesão já podem usar a marca Pix em ações de comunicação e marketing junto a seus clientes.

Também faz parte do Regulamento os Requisitos Mínimos para a Experiência do Usuário, que determina que os participantes ofereçam ao usuário final em seus aplicativos uma experiência simples, sem fricções, com opções fáceis de serem encontradas, segura, com clareza de linguagem, ágil, precisa, transparente e conveniente. 

 

Escrito por Equipe da Unidade de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae Nacional.
Foto de Blake Wisz no Unsplash.

_________________________________

Fonte: Site do Banco Central do Brasil sobre o PIX

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora